Ciclo temático "Leituras críticas sobre a experiência da cidade" | Sessão VIII: Ana Mira e Susana Ventura

May 29, 2018

Grupo Arte, Crítica e Experiência Estética | Ciclo temático "Leituras críticas sobre a experiência da cidade" - Sessão VIII

Ana Mira, "Geografias sensíveis, um estudo sobre o corpo e a dança na experiência da cidade"

Susana Ventura, "A emergência da Paisagem Poética nos vazios informes da cidade. Leitura crítica a partir do ensaio “Terrain Vague” de Ignasi de Solà-Morales"

29 Maio 2018 | 15h00-18h00 | Sala Multiusos 2 - Edifício ID - piso 4 - FCSH

Resumos:

- Ana Mira: A noção de “undercommons” é elaborada, por Stefano Harney e Fred Moten (2013), como o espaço e o tempo que se encontra sempre aqui, na realidade e na fantasia, e onde fazemos parte do movimento das coisas — We’re already here, moving. We’ve been around. Para co-habitar no espaço dos “undercommons”, já não como espaço abandonado, é preciso considerarmos que aquilo que está partido permanecerá partido e não pode ser reparado. Estendermo-nos, assim, em direcção ao outro e ao lugar com o intuito de procurar uma conexão, cultivando o incluído e o excluído no espaço e no tempo dos regimes de vigilância. Então, com aquele espaço e tempo vigilante, mas na recusa da sua normatividade, passam a coexistir movimentos de dissonância, ruído, trepidação, desorientação, fugitividade (fugitivity), hapticalidade, despossessão; os quais, por sua vez, podem ser moldados performativamente. Já para Deleuze, um “meio” é feito de “qualidades, substâncias, potências e acontecimentos”, um “trajecto” confunde a subjectividade do meio com a daquele que o percorre e um “mapa” (do trajecto) traça o percurso e o percorrido numa cartografia dinâmica. É na coalescência entre o real e o imaginário que propomos pensar sobre a enorme práxis de gestos precisos na experiência da cidade que as performances dos Early Works de Trisha Brown (1966-1979), The Geography Trilogy de Ralph Lemon (1997-2007) e Acções de Eleonora Fabião (2008-) revelam, por exemplo: esmagar discos de vinil e enterrá-los no quintal, construir uma nave espacial com materiais reciclados, caminhar na fachada de um prédio, descer uma rua de mãos dadas em desequilíbrio, ou fazer um arco-íris de luzes resplandecer no meio da noite.  
    Ao convocar as noções de “undercommons” (Stefano Harney e Fred Moten, 2013) e as de “meio”, “trajecto” e “mapa” (Gilles Deleuze, 2000), em articulação com as performances referidas, procuramos pensar sobre a emergência de “geografias sensíveis” capazes de reinventar a experiência da cidade, suas vivências e imagens. 

- Susana Ventura: Dir-se-á que a cidade é um dos territórios preferenciais para a actuação de arquitectos e de urbanistas pelo seu modelo complexo, reflectindo, por sua vez, as “ligações nervosas” dos seus habitantes (Simmel) e os problemas que a vida, na plena abertura ao desconhecido, vai revelando no devir-futuro do presente inconstante e indefinido, não obstante as constantes forças de normalização. Hoje, a cidade enfrenta o paradoxo que nos descreve Massimo Cacciari: o espaço indefinido e homogéneo da cidade-território ou da pós-metrópole não é tolerante à construção de lugares de habitar, contradizendo a própria condição física dos corpos que são, ainda e não obstante, lugares. 
Na viragem do século, Ignasi de Solà-Morales, num ensaio intitulado “Terrain Vague”, detectava nos espaços vazios e informes, resultantes do crescimento das grandes cidades após a Segunda Grande guerra, a condição correlata do sujeito pós-metropolitano, enquanto no filme homónimo de Marcel Carné (de 1960), encontramos uma forma de apropriação desses espaços através da prática da deriva situacionista seguindo as linhas de fuga que atravessavam a cidade de Paris (à época). A linha de fuga, como conceito deleuziano, é um vector de desterritorialização que desenha uma fuga da ordem, da norma e dos estratos, ou uma linha feiticeira capaz de transformar as forças invisíveis em criação pura, ou, por outro lado, em caos e morte. Os vazios informais possuem este carácter paradoxal que identificamos como a génese do paradoxo referido por Cacciari, quando parece ser exigida aos corpos uma mesma transformação física. E, contudo, existirá uma outra linha de fuga, desenhada pela resistência dos corpos e pela criação de lugares que apelidamos de paisagens poéticas a partir de algumas ideias de Gilles Deleuze e de Peter Zumthor. 
Partindo da leitura crítica de excertos dos textos de Cacciari, Solà-Morales, Deleuze e Zumthor, propomos pensar sobre a emergência de uma paisagem poética na cidade-território ou espaço pós-metropolitano, que seja capaz de transformar os seus vazios informes em lugares a partir das linhas de fuga que os atravessam, tomando como referência principal o projecto da High Line, em Nova Iorque, e as fotografias desta de Joel Sternfeld. 

 

Ação Fortalezense #5: jarros, Eleonora Fabião
Bienal Internacional de Dança do Ceará de Par em Par, Fortaleza 2010

Dois jarros – um de barro, outro de prata; um cheio d’água, outro vazio. Com os pés descalços, mover a água de um para o outro até seu desaparecimento completo. Caso passantes se aproximem, oferecer os jarros para que realizem a ação também. Ou, oferecer um dos jarros para que a realizemos juntos.
foto: Victor Furtado

 

Walking the High Line, Joel Sternfeld, courtesy of the artist.

Back to previous page


Events

All Events

Perspectives on Nietzsche's Nihilism

CultureLab | Lisbon Nietzsche Group

October 10, 2018

Ciclo temático "Leituras críticas sobre a experiência da cidade" | Sessão IX: Susana Duarte e Maria Filomena Molder

CultureLab | Arte, Crítica e Experiência Estética

July 05, 2018

Art of Living / Art of Dying: Philosophical and Literary Perspectives

International Conference

June 21, 2018

Seminário “Figuras da Subjectividade na Filosofia e na Literatura” | 9ª Sessão: Ana Falcato

CultureLab | Questões de Subjectividade: Filosofia e Literatura

June 06, 2018

Ciclo temático "Leituras críticas sobre a experiência da cidade" | Sessão Especial "Double Bill: Apropos London"

CultureLab | Arte, Crítica e Experiência Estética

June 04, 2018

Ciclo temático "Leituras críticas sobre a experiência da cidade" | Sessão VIII: Ana Mira e Susana Ventura

CultureLab | Arte, Crítica e Experiência Estética

May 29, 2018

Seminário Nietzsche | Anthony Jensen

CultureLab | Lisbon Nietzsche Group

May 23, 2018

Seminário “Figuras da Subjectividade na Filosofia e na Literatura” | 8ª Sessão: Antonio Moretti

CultureLab | Questões de Subjectividade: Filosofia e Literatura

May 16, 2018

"The Phantasy-Subject: Phenomenology of Image and Aesthetic Experience"

International Workshop

May 09, 2018

Ciclo temático "Leituras críticas sobre a experiência da cidade" | Sessão VII: Paulo Catrica e Nélio Conceição

CultureLab | Arte, Crítica e Experiência Estética

April 24, 2018

Seminário “Figuras da Subjectividade na Filosofia e na Literatura” | 7ª Sessão: Pietro Gori

CultureLab | Questões de Subjectividade: Filosofia e Literatura

April 11, 2018

CultureLab | General Seminar

Seminário mensal do culturelab, Humberto Brito

April 03, 2018

Workshop: "Cuidado de Si: Perspectivas Antigas e Contemporâneas"

CultureLab | Questões de Subjectividade: Filosofia e Literatura

March 23, 2018

Ciclo temático "Leituras críticas sobre a experiência da cidade" | Sessão VI: Bruno Duarte & Alexandra Fortes

CultureLab | Arte, Crítica e Experiência Estética

March 22, 2018

Seminário “Figuras da Subjectividade na Filosofia e na Literatura” | 6ª Sessão: António Cardiello

CultureLab | Questões de Subjectividade: Filosofia e Literatura

March 21, 2018

Seminário Nietzsche | Ernani Chaves

CultureLab | Lisbon Nietzsche Group

March 12, 2018

Seminário Nietzsche | Roberto Barros

CultureLab | Lisbon Nietzsche Group

February 28, 2018

Ciclo temático "Leituras críticas sobre a experiência da cidade" | Sessão V: João Oliveira Duarte

CultureLab | Arte, Crítica e Experiência Estética

February 27, 2018

Seminário “Figuras da Subjectividade na Filosofia e na Literatura” | 5ª Sessão: Claudio Rozzoni

CultureLab | Questões de Subjectividade: Filosofia e Literatura

February 14, 2018

Seminário “Figuras da Subjectividade na Filosofia e na Literatura” | 4ª Sessão: Ana Kiffer

CultureLab | Questões de Subjectividade: Filosofia e Literatura

January 31, 2018

Ciclo temático "Leituras críticas sobre a experiência da cidade" | Sessão IV: Susana Viegas

CultureLab | Arte, Crítica e Experiência Estética

January 25, 2018

Ciclo temático "Leituras críticas sobre a experiência da cidade" | Sessão III: Humberto Brito e Nuno Fonseca

CultureLab | Arte, Crítica e Experiência Estética

December 12, 2017

Ciclo temático "Leituras críticas sobre a experiência da cidade" | Sessão II: Alexandra Fortes e Gianfranco Ferraro

CultureLab | Arte, Crítica e Experiência Estética

November 23, 2017

I Biennale Nietzscheana - "Nietzsche e as artes / Nietzsche and the Arts"

First meeting of the Research Group "HyperNietzsche" - Public Conference

November 15, 2017

Seminário livre: “Figuras da Subjectividade na Filosofia e na Literatura”

CultureLab | Questions of Subjectivity: Philosophy & Literature

October 18, 2017

Ciclo temático "Leituras críticas sobre a experiência da cidade" | Sessão I: Claudio Rozzoni

CultureLab | Arte, Crítica e Experiência Estética

October 17, 2017

Nietzsche & Wittgenstein - On Values / Sobre os valores

International Workshop

March 10, 2017

Institutions

IFILNOVA
FCSH
UNL
FCT